Vous êtes ici : Accueil > Appel au débat public > Carta aberta as autoridades religiosas muçulmanas

Carta aberta as autoridades religiosas muçulmanas

Verão de 2019

Debate público sobre as condições de consentimento para a circuncisão

A atenção do Conselho Francês da Fé Muçulmana e ao Reitor da Grande Mesquita de Paris

Cópia Fundação do Islão da França

Bom dia,

Droit au Corps acaba de enviar ao governo francês o Apelo “Para abrir um debate público sobre as condições para o consentimento da circuncisão”. Queremos informá-lo o mais breve possível. Acreditamos que é do interesse de todos que esse debate comece no ambiente pacífico e no contexto de uma ética compartilhada que priorize o alívio do sofrimento no mundo.

Dado a que:

  • a circuncisão não aparece no Alcorão e não é uma das condições para se tornar um muçulmano;
  • o simpósio sobre o futuro da circuncisão organizado em 2015 pela Associação de Médicos israelites da França e do Fundo Social     Judaico Unificado abriu o caminho para tal debate, reconhecendo que a circuncisão de recém-nascidos causa dor inevitável e riscos de complicação, e devem ser adiados em certas situações (veja nossa carta aberta às autoridades religiosas judaicas);

parece-nos que as condições são adequadas para um debate público sobre as condições para o consentimento da circuncisão, chegar a um consenso entre todas as partes, um ponto de equilíbrio que pode aliviar o maior sofrimento possível.

Chamamos a sua atenção para o fato de que este apelo visa especificamente a circuncisão de recém-nascidos, uma idade em que a anestesia efetiva envolve um risco letal mais alto. Solicitamos o fim de uma prática religiosa particularmente prejudicial nesta idade, 7 dias, de acordo com a Sunna, sem prejulgar o risco de sofrer em idades posteriores.Isso seria para seu crédito e não questionaria o princípio de praticar a circuncisão em idade mais avançada com consentimento, uma prática compatível com o Islão.
Ficamos à sua disposição para qualquer informação adicional.

Atenciosamente,

Droit au Corps

 

Partager / Share :

Les commentaires sont fermés.

Revenir en haut de la page